Neste curso propomos uma abordagem que se começa desde a criação do Baralho Cigano, a origem da leitura de cartas e evolução de métodos adivinhatórios até os de hoje.

O Baralho Cigano é um oráculo composto por 36 cartas, também conhecido como Tarot de Lenormand.

Na Europa do século 18, Anne Marrie Adelaide Lenormand, cigana, astróloga e cartomante, criou o Baralho Cigano Lenormand, a partir do Tarô de Marselha, fazendo algumas adaptações e gerando um Tarô adaptado à cultura cigana, modificando a quantidade de cartas e as figuras contidas nelas.

Atribuiu imagens que demostra a realidade dos povos ciganos que como nômades vivem uma vida livre e em contato com a natureza, inspirando assim, um oráculo com uma linguagem simples e que relata basicamente situações do dia-a-dia.

Como nômades que eram, os ciganos acabaram por difundir o Baralho Cigano no mundo inteiro, atraindo várias pessoas pela prática da consulta e interpretação do Baralho Cigano.

Este oráculo é uma excelente ferramenta para o autoconhecimento e direcionamento, pois nos revela com muita clareza a situação real do presente e as implicações futuras das atitudes do agora.

Sua interpretação é feita de forma intuitiva e perceptiva, porém muito assertiva no que se refere às respostas claras e diretas e que não deixam dúvidas quanto a sua interpretação.